Disfunções Urinárias na imprensa

Bexiga hiperativa: urologista explica como é feito o tratamento

Os planos de saúde passaram a incluir o uso da toxina botulínica no tratamento da bexiga hiperativa, desde 2 de janeiro. Para falar sobre o assunto, o urologista, autor de livros e artigos científicos, José Carlos Truzzi, foi convidado pelo Cotidiano para explicar o que é bexiga hiperativa e como é o tratamento com a toxina botulínica.

A bexiga hiperativa é uma alteração do funcionamento da bexiga, que faz com que a pessoa tenha vontade de urinar rapidamente: "ou seja, quando sente o desejo de urinar, essa vontade se torna muito intensa, muito súbita, e isso faz com que a pessoa tem que ir rapidamente a um banheiro e faz com que a pessoa urine várias vezes ao dia e à noite e em algumas situações ocorre também a perda involuntária de urina, que é a continência urinária", diz.

O urologista explica que a toxina botulínica é injetada diretamente na parede da bexiga, por meio de endoscópio, sob anestesia local ou sedação leve. Ele esclarece que esse tratamento promove uma diminuição da sensibilidade da bexiga e leva à bexiga á ter uma contração menor, fazendo a pessoa tolerar um enchimento maior, com volume normal e ela passa a urinar com intervalos de tempo maior.

Ele conta que a duração do efeito é em torno de seis a nove meses.

Acompanhe esta entrevista ao Cotidiano, com Luiza Inez Vilela, na Rádio Nacional de Brasília. Ouça a entrevista aqui.

Fonte: EBC Rádios